Temperança

A temperança, em resumo, é a arte de saber dosar, evitando as faltas e os excessos. Ela não visa superar nossos limites, mas fazer com que os respeitemos. A temperança é ainda uma regulação voluntária da pulsão de vida, uma sábia administração das vontades e necessidades. Sem ela o muito pode se tornar pouco, mas com ela o pouco pode se tornar mais do que suficiente.

Não se trata de não desfrutar, nem de desfrutar o menos possível e sim de desfrutar o melhor. É um desfrutar mais puro ou mais pleno. É um gosto esclarecido, dominado, cultivado.

Deixe uma resposta