Ouse ir além.

Ouse ir além em tudo o que você fizer. Ousar ir além é buscar fazer o seu melhor na sua profissão, na sua vida pessoal, na sua casa, na sua família. É buscar se conhecer em sua essência, crescer com os erros, encontrar aprendizados nos tropeços, ou quando algo não sai planejado. A vida vai continuar mesmo que você decida não tentar, então ouse fazer diferente.

José Roberto Marques.

Livro: Coaching para coaches.

Desapegar

Às vezes a gente gosta tanto de um perfume que, mesmo que ele acabe, continua guardando o frasco com aquele restinho lá no fundo na esperança de que ainda saia um vaporzinho com o aroma conhecido. Porém, um dia somos presenteados com um perfume novo, de fragrância sedutora e acolhedora.

E aos poucos vamos percebendo que é hora de desapegar do antigo perfume e começar a valorizar o novo. Hora de decidir que o tempo do velho bálsamo acabou e aprender a enaltecer o aroma presente e suas dádivas.

Fabíola Simões.

A soma de todos os afetos.

 

Caminhe

Se você se acha no direito de dizer como o outro deveria viver, faça o seguinte: caminhe os caminhos por onde ele caminhou, estude o que ele estudou, sofra o que ele sofreu, conquiste o que ele conquistou.

E depois de ter passado por tudo o que ele já passou, seja você mesmo como acha que ele deveria ser.

Pe Fábio de Melo.

Escutar.

“O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos.

Sem que digam: Se eu fosse você…

A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina”.

Rubem Alves.

O melhor jejum.

“Jejum de palavras negativas e dizer palavras bondosas.

Jejum de descontentamento e encher-se de gratidão.

Jejum de raiva e encher-se com mansidão e paciência.

Jejum de pessimismo e encher-se de esperança e otimismo.

Jejum de preocupações e encher-se de confiança em Deus.

Jejum de queixas e encher-se com as coisas simples da vida.

Jejum de amargor e tristeza e encher o coração de alegria.

Jejum de tensões e encher-se com orações.

Jejum de egoísmo e encher-se com compaixão.

Jejum de falta de perdão e encher-se de reconciliação.

Jejum de palavras e encher-se de silêncio para ouvir os outros”.

Não achei a autoria.

 

Vulnerabilidade

Escrever a nossa própria história pode ser muito difícil. Mas não é tão duro quanto passar a vida fugindo dela. Aceitar as nossas vulnerabilidades é arriscado, mas não é tão perigoso quanto desistir do amor.

Do pertencimento e a alegria. Que por outro lado são as experiências que nos deixam mais vulneráveis. Somente quando temos a coragem suficiente para explorar a escuridão, descobrimos o poder infinito da nossa luz.

Brené Brown.

Entrega.

Ao invés de focar nas coisas que você não tem e ficar brigando com o universo, comece a dar: dê amor, dê alegria e faça o seu trabalho com capricho e entrega. Nesse momento você inverte o jogo: sai da postura de vítima e se descobre um cocriador. E então você entende que nunca foi uma questão de simplesmente receber, mas de se doar.

Gisela Vallin.

Autor da sua história.

A mente humana é como um grande teatro.

Seu lugar não é na platéia, mas no palco, brilhando na sua inteligência, alegrando-se com suas vitórias, aprendendo com suas derrotas e treinando a cada dia para ser… o autor da sua história, o líder de si mesmo.

Livro: Seja líder de si mesmo.

Autor: Augusto Cury.