Escutar.

“O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos.

Sem que digam: Se eu fosse você…

A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina”.

Rubem Alves.

O melhor jejum.

“Jejum de palavras negativas e dizer palavras bondosas.

Jejum de descontentamento e encher-se de gratidão.

Jejum de raiva e encher-se com mansidão e paciência.

Jejum de pessimismo e encher-se de esperança e otimismo.

Jejum de preocupações e encher-se de confiança em Deus.

Jejum de queixas e encher-se com as coisas simples da vida.

Jejum de amargor e tristeza e encher o coração de alegria.

Jejum de tensões e encher-se com orações.

Jejum de egoísmo e encher-se com compaixão.

Jejum de falta de perdão e encher-se de reconciliação.

Jejum de palavras e encher-se de silêncio para ouvir os outros”.

Não achei a autoria.

 

Vulnerabilidade

Escrever a nossa própria história pode ser muito difícil. Mas não é tão duro quanto passar a vida fugindo dela. Aceitar as nossas vulnerabilidades é arriscado, mas não é tão perigoso quanto desistir do amor.

Do pertencimento e a alegria. Que por outro lado são as experiências que nos deixam mais vulneráveis. Somente quando temos a coragem suficiente para explorar a escuridão, descobrimos o poder infinito da nossa luz.

Brené Brown.

Entrega.

Ao invés de focar nas coisas que você não tem e ficar brigando com o universo, comece a dar: dê amor, dê alegria e faça o seu trabalho com capricho e entrega. Nesse momento você inverte o jogo: sai da postura de vítima e se descobre um cocriador. E então você entende que nunca foi uma questão de simplesmente receber, mas de se doar.

Gisela Vallin.

Autor da sua história.

A mente humana é como um grande teatro.

Seu lugar não é na platéia, mas no palco, brilhando na sua inteligência, alegrando-se com suas vitórias, aprendendo com suas derrotas e treinando a cada dia para ser… o autor da sua história, o líder de si mesmo.

Livro: Seja líder de si mesmo.

Autor: Augusto Cury.

As perguntas são as respostas

“O importante é não parar de perguntar. A curiosidade tem motivo próprio para existir. Não podemos deixar de ficar fascinados quando contemplamos os mistérios da eternidade da vida, da maravilhosa estrutura da realidade. Basta tentarmos entender um pouquinho desse mistério a cada dia.

Nunca perder uma curiosidade sagrada.”

Albert Einstein