Desapegar

Às vezes a gente gosta tanto de um perfume que, mesmo que ele acabe, continua guardando o frasco com aquele restinho lá no fundo na esperança de que ainda saia um vaporzinho com o aroma conhecido. Porém, um dia somos presenteados com um perfume novo, de fragrância sedutora e acolhedora.

E aos poucos vamos percebendo que é hora de desapegar do antigo perfume e começar a valorizar o novo. Hora de decidir que o tempo do velho bálsamo acabou e aprender a enaltecer o aroma presente e suas dádivas.

Fabíola Simões.

A soma de todos os afetos.

 

Deixe uma resposta