Deixe

“Deixe que o que tem cor, tenha cor; e o que é preto e branco, seja preto e branco. A maior parte de seu sofrimento vem por você tentar colorir o que não tem cor- ainda mais se o que é preto e branco já tiver sido colorido um dia !

Focinho de porco não vai virar tomada só porque você não se conforma que o tempo fez as coisas mudarem. Entregue, renuncie. Você só sabe se algo te pertence quando deixá-lo livre para partir.”

Retirado do livro 365 reflexões para viver agora – Flavia Melissa

 

Deixe uma resposta