Lição 82- Livro Passos de Gigante.

“Os otimistas veem os fracassos como experiências de aprendizado, como desafios para modificar sua abordagem. Os pessimistas veem os fracassos como algo pessoal, interpretando-os como evidência de alguma falha profunda de caráter. Como sua identidade está muito ligada ao problema, eles se sentem esmagados. Afinal de contas, como podem mudar toda a vida de um só golpe?

Evite a todo custo essa crença de que o problema é “pessoal”. Comece a usar as dificuldades como reflexão valiosa para determinar uma rota mais direta para o seu destino e sinta-se grato por esses presentes.”

Anthony Robbins.

A escolha é sua!

“Você pode escolher entre curtir ser quem você é ou viver infeliz por não ser quem gostaria.

Você pode escolher entre assumir sua individualidade ou sempre procurar ser o que os outros gostariam que você fosse.

Você pode escolher entre se divertir ou dizer em tom amargo que já passou da idade e que essas coisas são fúteis e nada têm a ver com você.

Você pode escolher entre amar incondicionalmente ou ficar se lamentando pela falta de gente à sua volta.

Você pode escolher entre ouvir o seu coração ou agir apenas racionalmente, analisando a vida antes de vivê-la.

Você pode escolher entre deixar tudo como está para ver como é que fica ou realizar as mudanças que o mundo exige.

Você pode escolher entre deixar-se paralisar pelo medo ou agir com o pouco que tem e muita vontade de vencer.

Você pode escolher entre amaldiçoar sua sorte ou encarar a grande oportunidade de crescimento que a vida lhe oferece.

Você pode escolher entre achar culpados ou desculpas para tudo ou encarar que é você quem decide o tipo de vida que quer levar.

Você pode escolher entre traçar seu destino ou continuar acreditando que ele já estava escrito e não há nada a fazer.

Você pode escolher entre viver o presente ou ficar preso a um passado que já se foi e a um futuro que ainda não veio.

Você pode escolher entre melhorar tudo que está à sua volta e a si próprio ou esperar que o mundo melhore para que então você possa melhorar.

Você pode escolher entre continuar escravo da preguiça ou tomar a atitude necessária para concretizar seu plano de vida.

Você pode escolher entre aprender o que ainda  não sabe ou fingir que já sabe tudo e nada mais aprender.

Você pode escolher entre ser feliz com a vida como ela é ou passar todo o seu tempo se lamentando pelo que ela não é.

A escolha é sua…”

Autor desconhecido.

 

12 coisa que você jamais deveria esquecer.

1- O passado não pode ser mudado.

2- As opiniões dos outros não te definem.

3- A vida de cada um é diferente da sua.

4- Tudo melhora com o tempo.

5- Críticas dizem mais dos outros do que de você.

6- Pensar demais só causa tristeza.

7- A felicidade vem de dentro.

8- Pensamentos positivos atraem coisas boas.

9- Os sorrisos são contagiosos.

10- Gestos gentis são gratuitos.

11- Você só irá fracassar se desistir.

12- Tudo o que você dá, recebe de volta.

 

Retirado do site: o segredo.com.br

 

Confiança

“Durante o dia de hoje, experimente este exercício: se você planejou algo, se dedicou a realizá -lo e, sem que dependesse de você, deu “errado”, simplesmente aceite e desperte em si a confiança de que o Universo tem algo preparado para você que está mais bem alinhado com a sua verdade e o seu momento.”

Retirado do livro: 365 reflexões para viver o agora.

Autora: Flavia Melissa

Amadurecimento

“Mas a gente amadurece.

E aprende a gostar daquilo que tem qualidade. Falo qualidade de afetos, de trocas, de mercadoria também. É como aprender a se vestir bem. Só o tempo nos mostra o que cai bem, aquilo que fica adequado ou não ao nosso corpo. Adolescentes, seguimos a moda à risca e arriscamos um “tomara que caia” num corpo sem seios, sem estrutura…ou uma calça skinny num quadril desproporcional só porque tá todo mundo usando…

Com o tempo aprendemos que nem tudo nos cabe. Nos relacionamentos também. E então aprendemos a dar valor ao que é nobre, ao que nos faz bem, àquilo que desperta nosso lado mais humano, gentil, generoso, aquele que temos orgulho de sustentar…

Fabíola Simões.

A vida é muito curta para que fiquemos entediados?

“Eis uma boa receita contra o tédio:

1- Abandone todos os compromissos desnecessários que não trazem mais que tédio e mau humor à sua vida.

2- Afaste-se pouco a pouco de todas as pessoas que se queixam o tempo todo e nunc lhe dizem algo realmente interessante.

3- Pergunte a si mesmo se o seu trabalho é estimulante o bastante ou se você poderia exercer outra atividade mais motivadora.

4- Recupere velhos projetos que sempre quis levar adiante, como aprender um idioma, tocar um instrumento, fazer um curso de teatro etc.

5- Altere as rotinas que regeram sua vida nos últimos anos, mesmo que seja só para experimentar.

6- Frequente outros ambientes, onde poderá conhecer pessoas diferentes.

7- Aprenda pelo menos uma coisa nova a cada dia.

8- Cometa uma pequena loucura de vez em quando.

 

Retirado do livro: Nietzsche para estressados.

Allan Percy

Lição 81- Livro Passos de Gigante

“A capacidade de manter os problemas em perspectiva permite que as pessoas bem-sucedidas evitem a armadilha da estrutura mental do “problema amplo”. Em vez de dizer: “Porque como demais, minha vida está destruída”, elas podem dizer: “Tenho um certo desafio com meus hábitos alimentares”, e focalizar o modo de melhorar seu comportamento. Por outro lado, as pessoas que acreditam que seus problemas são amplos consideram que fracassaram porque não conseguiram realização numa determinada área- uma generalização que as leva a se sentirem completamente impotentes.

Para superar a falsa crença de que um problema é amplo, você deve controlar imediatamente alguma parte dele. Não importa se você ataca até mesmo a menor parte do problema; simplesmente comece agora.”

Anthony Robbins